Quer falar com a gente?

É só nos chamar no WhatsApp ou telefone a qualquer hora!

Demais localidades
Para RJ, RS, PR, MG e NE 0800 9400 818
Belo Horizonte (31) 3515 5600
Campinas (19) 3512 9898
Goiânia (62) 3412 1515
Pernambuco (81) 3771 2345
Ribeirão Preto (16) 3514 0400
Rio Quente (64) 3512 9999
Rio de Janeiro (21) 3512 0909
Santo André (11) 3512 4830
São José do Rio Preto (17) 3512 0500
São José dos Campos (12) 3512 9808
Uberaba (34) 3325 9602
Uberlândia (34) 3221 7017
Rio quente, Postado em 15 de março de 2022, 5 min de leitura

Muito embora a capoeira seja conhecida no Brasil, é comum que as pessoas não saibam muito a respeito das origens e dos significados dela. Ela representa uma força cultural importante para o país, por isso é muito valorizada entre os praticantes.

Quem visita a Bahia tem a oportunidade de experimentar as delícias da culinária local, usufruir das belas praias e imergir na cultura deste povo tão alegre e rico em histórias e cultura.

Neste artigo especial sobre capoeira, você vai conhecer mais sobre o assunto. Descubra o que é a capoeira, a origem da capoeira, os tipos e as regras da prática. Acompanhe!

O que é a capoeira?

Uma das primeiras dúvidas que surgem, quando se fala em capoeira, é o significado. Afinal, o que é capoeira: uma luta, uma dança, uma mistura de música, luta e dança?

Também chamada de capoeiragem, a capoeira é considerada um esporte e uma expressão cultural que mistura dança, música e artes marciais. Ela foi criada por pessoas trazidas ao território nacional e escravizadas.

Desenvolvida como uma forma de se defender das violências praticadas pelos senhores dos escravos, acredita-se que o nome tenha origem na língua tupi-guarani e faça referência a uma área de vegetação rala — o que lembra os movimentos praticados durante a luta. Em 2014, a Unesco declarou a roda de capoeira Patrimônio Imaterial da Humanidade.

Qual é a origem da capoeira?

Não é possível estabelecer uma data precisa para a criação da capoeira. A escravidão no país começou no século XVI, quando os portugueses passaram a trazer africanos, vindos em navios negreiros, para escravizá-los. Eles trabalhavam em plantações de cultura, como tabaco, café e algodão, além de engenhos de açúcar.

Essas pessoas eram submetidas a condições degradantes de trabalho e violências cruéis. Neste contexto de violência e submissão, os escravos começaram a treinar golpes e desenvolver movimentos para se defender das agressões. Esse seria o início do que viria a ser a capoeira.

Mesmo com o fim da escravidão, a capoeira continuou presente na vida dessas pessoas. Porém, um decreto passou a considerá-la crime, proibindo a prática. Quem fosse pego praticando capoeiragem poderia ser preso por dois a seis meses.

Em 1932, Manoel dos Santos Reis Machado, mais conhecido como Mestre Bimba, abriu a primeira academia de capoeira do país. Porém, somente em 1936, foi extinto o Decreto que criminalizava a luta, e a prática passou a ser considerada um instrumento de Educação Física.

A partir de então, a história da capoeira foi ganhando cada vez mais força e admiração, não só no Brasil, mas também em todo o mundo. Hoje, ela é praticada em vários países como atividade esportiva e coletiva.

Imagem de um grupo de pessoas praticando capoeira na areia de uma praia com céu azul. Ao fundo, é possível ver o mar.

Quais são os tipos de capoeira?

Existem dois tipos de capoeira: a capoeira angolana e a regional. A seguir, confira qual é a diferença entre elas.

  • Angolana: é mais próxima da capoeira original, os movimentos são mais lentos, cadenciados e executados bem próximos ao solo.
  • Regional: criada pelo Mestre Bimba, principalmente com o objetivo de evitar o termo capoeira, já que a lei a proibia, ela tem movimentos mais rápidos e é executada em posição mais alta.

Mestre Bimba praticava a capoeira angolana e desenvolveu o estilo regional com golpes novos, movimentos mais altos e rápidos.

Quais são as regras da capoeira?

Apesar de hoje ser uma arte praticada em todo o país e também fora do Brasil, a Bahia é considerada um dos principais berços da capoeira. A prática se destaca pelos movimentos e pela música, tocada com instrumentos específicos.

Antes de falar sobre as regras da capoeira, vamos destacar algumas características importantes.

  • Instrumentos utilizados: o principal instrumento é o berimbau, junto a agogô, pandeiro, atabaque e reco-reco.
  • Vestimentas: a maior parte dos capoeiristas usa calças e camisetas brancas.
  • Roda de capoeira: é formada por um círculo de pessoas e uma bateria, composta por um ou mais instrumentos musicais.
  • Música: é uma parte importante da capoeira, já que as rodas começam com a música que dá ritmo ao jogo. Os movimentos dos capoeiristas acompanham a música.
  • Ladainhas: além das músicas, podem ser entoados cânticos, normalmente no início da roda. As músicas e os cânticos geralmente têm temas relacionados ao sofrimento vivido pelos negros durante a escravidão.

As regras da capoeira se baseiam nos movimentos, que são a base de toda a prática, e os golpes são desferidos a partir deles. Alguns golpes conhecidos e bastante utilizados são: Armada, Aú, Rasteira, Cabeçada, Rabo de Arraia, Martelo e Meia-lua.

Se você vai visitar a Bahia, não deixe de assistir a uma roda de capoeira. Aproveite para mergulhar na cultura e história desta prática incrível que faz parte da identidade brasileira. Venha viver a melhor experiência de hospedagem e entretenimento do litoral brasileiro, visite a Costa do Sauípe!

Compartilhe nas redes sociais

Aproveite o melhor da Bahia na Costa do Sauípe!

Confira